Como se dá a recuperação dos ativos?

O teste para recuperabilidade pode ser feito pelo valor líquido ou pelo valor de uso, que é indicado pelo valor que está presente nos fluxos de caixas estimados. O valor líquido de venda consiste naquele que é obtido pela venda de um ativo, fora as despesas de venda.


Agora, o valor de uso é o já presente nos fluxos de caixas estimados, que vão resultar de um valor já em uso ou de uma unidade geradora de caixa.


Se os ativos foram destinados à venda ou à transformação direta em dinheiro, a recuperabilidade deverá ser feita a partir da comparação de valores contábeis com valores de venda.


Agora, se os ativos forem destinados para utilização, será considerado o valor da venda com o valor do uso, então, o valor do uso será definido como sendo o valor presente, que estará nos fluxos de caixas futuros.


Dos dois, prevalecerá o maior em relação ao valor contábil.


Se for constatada uma perda no valor recuperável, é necessário que seja reconhecida de forma imediata dentro do resultado. Ela poderá ser revertida também se as razões que levaram a sua constituição desaparecerem. Só não poderá ser revertida a perda na recuperabilidade do ágio que for pago por rentabilidade — tudo de acordo com a norma de realização dos ativos.

Por que a realização desse teste é tão importante para minha empresa?

Esse teste de recuperabilidade de ativos evita prejuízos para a sua empresa ao mostrar se um ativo está com valor maior do que o recuperável. É importante, também, visto que não serão aceitos no balanço patrimonial os ativos que estejam com o valor superior ao que se é capaz de produzir em caixa líquido para empresa. Isso quer dizer que o valor ativo deve ser representado pela quantia que poderá ser transformado em dinheiro.



Featured Posts
Posts Recentes
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Social Icon